Buscar
  • DANF

13 dicas de segurança online pra adotar agora

Artigo elaborado por CEO da DANF para ajudar quem quer se sentir mais seguro navegando na internet.


As treze (13) dicas abaixo são orientações de boas práticas que vão muito além da criação de senhas fortes. As recomendações servirão para evitar vulnerabilidades que podem ser exploradas por hackers mal intencionados.


  1. Use senhas fortes com no mínimo 16 dígitos maiúsculas e minúsculas, letras, números e caracteres especiais. Senhas com estas características serão dificilmente “advinhadas”, mesmo com softwares de “brute force” em que o hacker testa milhares ou milhões de combinações para quebra de senhas.

  2. Troque as senhas a cada seis meses. Se alguma senha vazou durante o período, mas ainda não foi acessada, a periodicidade na troca te livrará de problemas futuros.

  3. Se o ambiente recebe muitos visitantes utilize uma rede para convidado sem acesso à rede local. Modelos mais recentes de roteador possuem a função “Convidado” como parte do app de gerenciamento, tornando a configuração fácil e rápida.

  4. Evite abrir portas no roteador, mas se o fizer monitore o Log do firewall. Portas abertas deliberadamente representam maior risco de ataque de hackers mal intencionados, portanto, esteja de olho nos relatórios de segurança do Windows e do antivírus.

  5. Manter o firmware de todos os equipamentos atualizados. Atualizações de firmware são liberadas para aperfeiçoar desempenho e corrigir falhas de segurança então não há bons motivos para evitar essas atualizações.

  6. Dispositivos p2p precisam de senhas muito fortes, pois representam uma vulnerabilidade. Exemplo comum são kits de câmeras do tipo “Faça você mesmo”, mas a categoria p2p compreende uma enorme variedade de equipamentos. O risco aqui está em conectar a sua rede um dispositivo que pode ser acessado remotamente sem que o dispositivo esteja corretamente configurado para dificultar ataques.

  7. Oriente o cliente a manter o sistema sempre atualizado e nunca acessar sites impróprios. Estas orientações servem pra qualquer dispositivo e reduzem significativamente o risco de invasões ou instalação de programas mal intencionados.

  8. Não use a mesma senha para os serviços online. Se alguma senha for descoberta, ter senhas diferentes evitará que o hacker (cracker) consiga acesso às demais contas que usam a mesma senha.

  9. Ative a segurança de duas etapas, principalmente nas redes sociais. Esta medida lhe dará muita tranquilidade, pois qualquer tentativa de login gerará notificação no seu celular.

  10. Use um gerenciador de senha. Estes programas lhe darão segurança para armazenar diversas senhas importantes e facilitará o gerenciamento delas.

  11. Se tiver criptomoedas use uma carteira de hardware off-line. O que não está online não pode ser hackeado.

  12. Nunca instale Apps sem procedências. Sem que a procedência seja verificada há possibilidade do autor ser mal intencionado e o app conter o famoso “cavalo de tróia”.

  13. Evite usar redes sociais em aeroportos, shopping e etc. Redes públicas são suscetíveis a diversos tipos de ataque e hacker (cracker) se aproveitam das oportunidades para capturar quantidade significativa de dados.


É importante deixar bastante claro que todo cuidado é pouco quando o inimigo é “invisível” e possui muito conhecimento sobre métodos para conseguir o que quer: roubar seus dados.


Falhas humanas frequentemente são apontadas como facilitadoras de invasões, portanto, mantenha-se atento à execução das dicas e nunca confie em interações com estranhos.



Sobre o autor: Murilo Suzigan é formado em Redes de Computadores e CEO da DANF Engenharia e Automação Residencial.

0 visualização

utomação residencial controllar fibaro quero automação multi imagem  neobild obras inteligente Startsolotion kostenhaus aureside  portsbr autlar tuacasa energ neocontrol automatic house luxcontrol casa conectada control4 vantage  legrand lutron

© 2018 by danfservice.  Todos os direitos reservados.